Até 27 de Outubro, participa por e-mail, no passatempo "The Lingerie Restaurant", serão oferecidos 2 jantares duplos: um em Lisboa, e outro no Porto! Boa sorte!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Halloween no TRUMPS '16

Olá Olá!

Melhor que ir a primeira vez ao TRUMPS, é ir duas vezes ao TRUMPS, num espaço de 15 dias! Estou rendido aos homens que por lá passam e que, fazem as minhas delícias ópticas... mas vá, deixem-me já explicar o início desta noite que, o fim, poderia ter sido onde eu quisesse!! Hmm!

No dia 31 e, por volta das 16:30h, o meu amigo AT liga-me a fazer um convite estranho... ir ao TRUMPS com ele e com o seu novo namorado (resumindo: ele teve o 1º namorado uns meses mas a coisa não correu bem, entretanto arranjou este para esquecer o outro). Perguntei-lhe se ia fazer de vela, ao qual me respondeu prontamente que não (e eu sou a fada dos dentes!!). Fiquei entusiasmado com a ideia mas... estava a passar o dia na faculdade e não ia perder matéria por causa de uma saída à noite, muito menos em cima da hora (ODEIO coisas marcadas em cima do joelho...); ele concordou e ficou combinado eles esperarem por mim, isto é: que eu chegasse a casa, depois das aulas, que fosse jantar e que ainda fosse arranjar-me - sim, eu não ia de qualquer maneira para "a noite"! =P

Por volta das 23h, já estava com eles e, de metro, fomos para o Príncipe Real. Começou a chover mas, também depressa parou (a escadaria do Museu de História Natural serviu-nos de abrigo por uns minutos). Resolvemos ir para um bar... depois de nos termos perdido por aquelas ruas terríveis, lá encontramos o Bar 106, WoofLX, TR3S e o Finalmente. Queria ir conhecer o TR3S mas, estava a abarrotar de gente (e, admito, tanto homem grande intimidava-me...) e, então, fomos para o WoofLX (onde também há homens grandes, especialmente os funcionários... OMFFFFG)!! *.*
Entramos e estava lá o barman da outra vez mas não estava sozinho - estava acompanhado por um matcho mutcho más guapo - un verdadero tío! Assim, com mais uns 10 anos, tatuado e... podre de bom - um verdadeiro homem! Pus-me no canto do balcão (perto do aquário) e pedi ao moço a minha Coca-Cola de 2,50€. A bebida durou-me cerca de 2 horas (não fosse eu um teso do caraças, bebia mais umas coisas lol) e, enquanto isso, íamos falando os 3. Sobre o quê? Banalidades, pois o sujeitinho não tinha pedigree para mais. O bar, foi enchendo q.b. de uns moços giros e de uns quantos paizinhos que, alguns deles, bem me podiam levar a dar uma volta ao carrossel... O tempo passava e começávamos a ter vontade de ir para o destino final da noite. Por volta das 2h, fomos ao TRUMPS!

Após os 12€ de entrada, as caras mascaradas começaram a surgir. De imediato, descemos para os calabouços quentes, onde homens em tronco nu chupariam qualquer coisa (sangue, obviamente!). Os vampiros e outras-figuras-estranhas, desfilavam aos encontrões por entre a malta que, tal como eu, estava à civil. Ficamos, a maior parte do tempo, na sala de house music (onde é permitido fumar e onde é a maior das duas salas). Fui buscar a minha vodka preta mas, surpreendentemente cobraram-me apenas um ticket (que continha um aditivo qualquer... ao dar a provar aos meus companheiros de saída, havia um gosto forte que nos parecia ser uísque ou coisa que o valha [não sou muito com a identificar bebidas lol] ao contrário da última vez que lá fui, quiseram-me as duas partes do ticket).

E dançava, dançava e dançava - sozinho que, o casal que em acompanhava, estava parado a olhar para as pessoas com um ar estranho - eu, borrifei-me para eles e para as pessoas e dançava ao meu jeito; tentava atrair algum macho-alfa, mas só captava a atenção a homens comprometidos (mas giros, por sinal). Nos entretantos, lá captei a atenção de um ou outro gajo giro que, por nabice da minha parte (ou qualquer outra coisa), não houve desenvolvimentos mas... houve uma excepção!
E a noite caminhava para o fim. Ás 6h, fomos convidados a sair. Subimos as escadas (admito, tive que me agarrar ao corrimão - estava super cansado e medo de tropeçar naquelas escadas). Já cá em cima, eles resolveram sentar-se um pouco no chão e eu, claro, fiquei em pé (recuso sentar-me no chão! lol). Cá fora (lá dentro já o tinha visto) estava o tipo que, na outra vez, fazia-se ao moço que tinha namorado... mas, não só!

Lá dentro houve um tipo magro, engraçoso, e que fumava, que não parava de olhar para mim e que, deveria ter um qualquer problema cervical pois tinha uns tiques duvidosos no pescoço e que, estava já cá fora, a fumar. Olhamos-nos e aquele tique no pescoço tinha voltado, virando a cabeça para o cima da rua mas eu, nada (ok, se calhar ele estava a engatar-me mas... naaaa, não acredito!).

Ele vem para perto de nós, com outro cigarro e, tal como na primeira imagem, com as mãos ao pé da boca, e pergunta-me se tenho isqueiro, ao qual respondo "Eu não fumo...". Ele, revira o olhar e, ao mesmo tempo, abre as duas mãos em leque, como quem diz "Fodase, és mesmo burro!". Nesse instante, o meu tico & o teco chegaram à brilhante conclusão que estava a ser alvo de engate! Como é possível? Bom, não sei, mas tinha de ver no que aquilo ia dar e lá resolvi vestir a personagem de quem-ia-alinhar-num-engate-de-berma-de-estrada (literalmente falando! lol), se ele ao menos fosse hombre... explico: quando me pediu lume, ele tinha um voz fina... mais fina que a minha e, eu tenho um lema de vida: "Para bicha, já basto eu!". Assim, o interesse que tinha pelo moço, desapareceu.

Ele fumava ali, ao pé de nós. Ora subia um pouco a rua, ora descia. Continuava com aqueles tiques estranhos no pescoço (ele tem de ir ao osteopata!) e, como já começava a sentir-me mal com a situação (tal como o casal que estava comigo que, nada estava a perceber) resolvi dar a fuga! Assim que o moço desceu demasiado a rua, disse para o casal Vamos embora! Vá, andem! E lá fomos, sem sermos seguidos. Sim, meus queridos, falta-me a coragem para avançar... não sabia o que fazer com um homem... imagem o desperdício se fosse todo musculado? Nem quero pensar nessa calamidade!

Quem diria, como a vida faz-se de evolução: em 2014, aquando do meu 1º Arraial Gay, tinha estado cerca de 2h à porta das discotecas por ter medo de entrar e, agora, até sou engato! C'est la vie! =D

Na Pop Room, eis uma das músicas com que mais se vibrou!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

3 anos, 3 fases

Boa noite.

Faz este mês, 3 anos, que estou solteiro. Esta publicação é mais do que uma reflexão, é um guia prático para o fim de uma relação que me tornou uma pessoa diferente, mas nunca deixando de ser quem sou: um homem.

Certamente recordar-se-ão do fim tão triste que teve a minha antiga relação mas, vamos por partes, pois a minha relação teve duas épocas. No início comecei a tomar fluoxtina e, a relação acabou 5 meses após o seu início. Pouco tempo de depois, voltamos - estivemos juntos mais uns 9 meses.

Após o fim da relação, fui obrigado a contar aos meus pais que sou gay e, acabei por desabafar com vocês, os motivos do fim da minha primeira e, até hoje, única relação. Ainda consigo lembrar-me das chamadas em alta voz que me fazia com o seu novo companheiro... a insultarem-me...

E assim começou a Fase Um - A Revolta!



Mas a vida continuou. Ainda tentei esclarecer as coisas, mas não valeu a pena. Apesar de tentar arranjar outra relação, continuava a ama-lo. Segui com a minha vida, enriquecendo os meus conhecimentos mas, a par disso, continuava a sentir falta de um abraço... Divertia-me com os meus amigos (coisa que já não fazia há muito!) e, entretanto, já tinha passado o primeiro ano de solteiro.

Entretanto o meu avô morreu, o meu pai saiu de casa, e os meus pais divorciaram-se mas, eu mesmo assim, tentava espairecer (mesmo com aquela pequena esperança...)... "acabei" por descobrir a "fama" dele no seu emprego tão bom e que ganhava tão bem - chamavam-lhe um aldrabão.

Ele ainda em Junho deste ano, enviou-me um e-mail em branco. Desestabilizou-me? Claro. Mas não pensei muito no assunto. Também soube que ele mudou de emprego e, agora, está à volta de Tupperware's - nada melhor que descer de cavalo para burro! Haja Deus!

Fase Dois - A Indiferença!



Sinto-me melhor agora. Sinto que, apesar de sozinho, e aos zig-zag's, consigo construir alguma coisa. Divirto-me como quero, com quem quero, e onde quero. Estudo e cresço. Tenho objectivos e desejos - ambições. Fortaleci, e gosto disso.

Não posso dizer que não cometerei os mesmos erros mas, pelo menos, já conheço as consequências.

Sinto-me preparado para o futuro. Estou menos fechado e, talvez pelo facto de não ter sexo há 3 anos (e sentir uma enorme falta disso!), faça-me estar mais liberto e pré-disposto a conhecer novas realidades - a necessidade aguça o engenho! Sem virar puta, sinto-me mais natural e menos retraído.

Voltei a valorizar-me enquanto pessoa, homem, e jovem que ainda sou. A vida é para se viver. =)

Fase Três - A re-valorização!



Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

1º Lanche de Natal

Olá!

Sim, estão abertas as inscrições para o 1º Lanche de Natal da Blogosfera.

Durante o 7º Jantar Anual da Blogosfera, o autor d' As Aventuras de Mark sugeriu-me a ideia de se fazer um Lanche de Natal - a ideia ganhou forma e já está tudo marcado!

Antes de mais, tenho de fazer um justo agradecimento à leitora Magg.
Mais uma vez, ela é a responsável pelo logótipo dos eventos da blogosfera... Sempre disponível e é de louvar a paciência para todos os meus mau-feitios! Obrigado Magg pelo teu óptimo trabalho! =)
Agora vamos ao que importa: o que é o Lanche de Natal da Blogosfera?

Pretende-se reunir todos aqueles que gostam da blogosfera e, assim, todos aqueles que são detentores de blogues, sites, páginas web, e aplicações, estão convidados a participar. Tal como sempre, é aberto a leitores de todo o tipo de plataformas digitais.

Quando é? Como posso participar?

O Lanche é sábado, dia 17 de Dezembro. O local já está escolhido mas só será divulgado aos participantes, por e-mail. Quem quer participar deve envia-me e-mail (adolescentegay92@gmail.com), até dia 16 de Dezembro, às 23:59h, indicando que quer ir ao lanche e, assim saberá os pormenores.

Quanto custa? Posso levar alguém?

O local é uma das mais famosas e prestigiadas pastelarias de Lisboa, onde os preços são de acordo com o tabelado visto que, iremos a título particular. Naturalmente que podes levar quem quiseres (deves informar-se desse facto previamente). O lanche pretende ser totalmente acolhedor, onde as camisolas de lã, casacos quentes, e as botas, são bem-vindas!

Venham "cantar" à chegada do Natal! Aguardo pelo vosso e-mail, para lancharmos juntos! =)




Beijinhos e portem-se mal!! ;)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Antibacterial Modus Vivendi

Boa noite!

Nunca pensei que tal existisse! Juro que desconhecia que havia tecido antibacteriano!
A Modus Vivendi volta a brindar-nos com uma descoberta maravilhosa, através da nova linha feita a partir de um tecido de algodão puro, com propriedades antibacterianas!
Podem saber mais sobre estas cuecas aqui
A linha antibacteriana é composta por cuecas super confortáveis, cuecas clássicos e boxers, bem como manga à cava e t-shirt's em três cores (preto, branco e bege), com design masculino e simples. Esta tecnologia combate as bactérias e, assim, diminui o odor de corpo, mantendo-o fresco por mais tempo. =)
Saibam mais sobre as cuecas, boxers, e manga á cava
OMFG! Já viram o vídeo aqui em baixo?? Vejam os dançarinos profissionais (Eduardo Fedriani e Julián Goméz), a brincarem (e a serem molhados em cuecas brancas!) com estas peças... =O

Pesquisem no site e mandem vir o que vos ficará melhor.
Eu já recebi vários produtos e, tudo veio muito bem condicionado e discreto!

Já participaram no Passatempo Modus Vivendi? Os prémios são 100€ em peças à vossa escolha!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)