Neste mês do Orgulho Gay, revelei NOVIDADES com 2 novas Parcerias com instituições LGBT's portuguesas! =D

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Funeral

Bem, hoje fui ao funeral da professora AS. Eu nunca tinha ido a nenhum, este foi o primeiro (e infelizmente de muitos, ao longo da vida, infelizmente). Era para ir também à missa, mas quando chegai à Igreja, vi que não era lá e quem me tinha dito, enganou-se, portanto, fui para o cemitério. Já lá estavam alguns conhecidos, desde professores, a empregadas, a amigos, a alunos e a ex-alunos (mas, acabam todos por ser ex: ex-amigos, ex-alunos,…). O meu irmão encontro ex-professores dele, que se vinham “despedir” da amiga e mais ma vez, se falou de Fernando Pessoa. Cada vez mais, chegavam professores meus, muito tristes. Também ficai, por vê-los assim. Eles perceberam que eu estava lá e comentaram (percebi). Quando chegaram os carros, com o caixão e com as flores, fomos entrando. Depois, o caixão saiu do carro e o Padre lá rezou, e as pessoas também (eu não sei rezar, nem fazer orações). Depois, foi a enterrar, ficai com algumas pessoas para traz, vi um pouco do caixão a descer e a pensar, que se tinha perdido, para sempre uma mãe maravilhosa e nova (afinal tinha cerca de quarenta anos mas parecia ter mais, devido à doença), uma professora de fazer inveja, e uma investigadora nata e apaixonada por Fernando Pessoa. Custou-me muito (quase que chorei), quando os coveiros, começaram a enterrar, a mandar a terra com as pás (ou lá como se chama). Aquele barulho foi terrível. Pareciam que a estavam a matar! Foi horrível! Fui-me embora, atrás de nós estava a professora EC com o marido (nunca o tinha visto, nem o meu irmão), deu-nos dois beijinhos e fomo-nos embora. Ainda vimos mais uns professores, que estavam ainda mais atrás (não deveriam querer ver mesmo nada). A professara JC, mandou-me um sorrisinho, mesmo estando com os olhos vermelhos de chorar e eu, retribui. Vi, perto da porta de saída, as minhas professoras de Inglês e de Historia, não devem ter visto mesmo nada, elas as duas.
Uma imagem que não devo esquecer, era a cara do marido e das filhas da AS a chorar.
Um beijinho!! ;)