Em Setembro, há NOVIDADES! Nova Parceria, Passatempos, e o início das inscrições do 1º Sunset Solidário da Blogosfera portuguesa! =D

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Ela está a chegar!

Olá!
Tudo bem??

Hoje irei falar sobre o tema mais evitável - e tenebroso - dentro da chamada "comunidade LGBT": a velhice!

Já todos nós sabemos o seguinte:

Bicha que é bicha... é jovem.
Bicha que é bicha... sai todos os fins-de-semana.
Bicha que é bicha... traí os "amigos" sempre que pode.
Bicha que é bicha... tem terror quando aparecem as primeiras rugas.

Bicha que é bicha... é idiota!
Porquê evitar o inevitável - a velhice?

Todos nós (eu e, até mesmo, tu), estamos a envelhecer, neste preciso momento. Estamos a perder elasticidade, visão, e todas essas coisas. Sabes porquê? Porque estamos a viver!

Juro que não percebo, o ódio - mascarado de dó e piedade - que, pessoas como nós, eu e tu - leitor -, têm em relação aos mais velhos; tratam-os de uma forma asquerosa e, como se algo lhes pegasse (como não lhes pegasse nada que possa existir, nos sítios que frequentam...) mas, esquecem-se que, um dia, vão, visivelmente, envelhecer.

O que significa isso?

> Perder a pele luminosa e sedosa;
> Ganhar perspectiva sobre as coisas da vida;
> Saber quem são os nossos verdadeiros amigos e
> Dar o verdadeiro valor ao que se merece - o que realmente importa, somos nós.

Vamos lá parar e pensar 5 segundos, sobre FACTOS LGBT's na velhice:

A probabilidade de suicídio aumenta  (tal como na adolescência). Mas devido a quê?

Surgimento de problemas de saúde, falecimento de amigos (e/ou do companheiro), desagregação social (aquando da perspectiva de se ir para um lar/centro de dia) e outras coisas mais.

Já não basta sermos marginalizados pela sociedade, para quê hostilizar dentro da nossa própria casa?

Meus queridos, trata-se, apenas e só, de uma consequência natural de estar vivo (como diria a tia Lili) e, todos nós, havemos de lá chegar. Como? Sempre lindos, maravilhosos e com um sorriso nos lábios, claro! =D


Deixem-se de coisas, e amem-se sem merdas!




Beijinhos e portem-se mal!! ;)